Acalme-se, maternidade perfeita não existe!

Olá minha amiga!

 

ACALME-SE! Eu sei que os seus dias tem sido muito difíceis. Suas noites têm sido extremamente cansativas e você está se sentindo tão frágil, “jogada”, tão solitária. Muitas vezes você sente vontade fazer as coisas que gosta sozinha, sem seus filhos e isso faz com que você se sinta culpada. Às vezes parece que as coisas só pioram e você vai apenas sobrevivendo aos seus dias exaustivos. Nada divertido ou novo acontece. Tem dias que você chega a duvidar da sua capacidade e não tem certeza se está realmente está fazendo a coisa certa…

A vontade gritar “estou exausta”, “estou cansada”, “preciso de um tempo!” estão “na ponta da língua”, mas a sua consciência lhe diz o tempo todo: “você não deveria reclamar” e você se cala. Engole tudo e enfrenta mais um dia difícil, onde levanta as sete e dorme a meia noite ou às vezes não nem dorme, pois o seu bebê acordou mil vezes durante a noite.

Aliás, uma das coisas mais difíceis da maternidade são os extremos que ela nos oferece.  Vivemos momentos do dia onde o nosso coração sente que irá explodir de tanto amor, de tanta felicidade, a gente agradece baixinho mil vezes “obrigada Deus por estar vivendo esse momento” e em outras horas oramos por paciência. Em alguns momentos sentimos vontade gritar, sair correndo e em outros… ahh, tem momentos que sentimos vontade ter 5 filhos. Mas, você sabe por que se sente dessa forma?

Porque você é um SER HUMANO, cheio de emoções, você tem LIMITES. E uma das coisas mais importantes que você precisa aprender quando se torna mãe é: NÃO SINTA TANTAS CULPAS. Com certeza você é uma mãe muito incrível. Você é perfeita para o seu filho/filha. Por favor, acredite em mim. Ninguém nesse universo é capaz de amar mais do que você, portanto, VOCÊ É A MELHOR.

Você já parou para pensar tudo o que você faz, sofre, corre, muda, se reinventa, todos os dias pelos seus filhos? Analise os seus dias e me responda: você realmente não tem o direito de “encher o saco” de vez em quando? Você deixou de ser mulher quando se tornou mãe?

Sinceramente o mundo está cada dia exigindo mais perfeição das pessoas. Como se isso fosse realmente importante e mudasse o mundo. A grande graça da vida é poder ser diferente, fazer diferente e de alguma forma encantar as pessoas ao nosso redor com o nosso “jeitinho especial e particular de ser”.

Essa perfeição fantasiada na maternidade não existe. Hoje a maior certeza que eu tenho na vida é de que não existe um jeito certo e ideal de criar filhos. Existem muitas coisas boas que bem adaptadas facilitam, mas nada é perfeito ou ideal para todos.

As pessoas exigem de nós a alimentação perfeita, o sono perfeito, o corpo magro no pós-parto, cabelos arrumados (quando estão limpos já considero incrível, ooooo como mães me entenderão), a casa arrumada (quando a louça está limpa já é lucro), crianças que não fazem birras (só se fossem bonecos), bebês que não chupem chupetas (vibramos quando aceitam), crianças que não comam isso ou aquilo, “a teoria de não sei o que”, “o especialista de não sei aonde”. Deus! Chega! Mundo, em que momento você não aprendeu o que significa empatia?

Nem todo mundo tem 2 babas e 3 empregadas, nem todo mundo nasceu privilegiada como a Gisele, nem todo mundo nasceu sabendo se organizar, nem todo mundo precisa do que você considera ideal. Certo? No mundo real as pessoas lutam, mas lutam todos os dias para sobreviver e conseguirem ser boas mães, mesmo não sendo perfeitas. Em minha humilde opinião, um mundo ideal seria um local onde as facilidades de uma pessoa deveriam servir para ajudar as outras que não nasceram com as mesmas habilidades. Assim, cada um iria ajudando o outro nas suas fraquezas e no final todos nos tornaríamos mais fortes e melhores. Masss… O que vejo hoje são mães competindo para ver quem é melhor, fazendo com que muitas outras duvidem de si mesmas por não fazerem o mesmo… E sinceramente, eu dou risada da ignorância dessas pessoas. Não sabem nada da vida real. E fico profundamente magoada quando vejo uma mãe fragilizada duvidando do quanto ela é maravilhosa.

Eu tenho vontade abraçar essa mãe e lhe dizer: “PARA COM ISSO, VOCÊ É PERFEITA” e o que não sabe aprenderá, mas você precisa SE ACALMAR para perceber o seu potencial. Você precisa se acalmar para perceber que tudo são fases e amanhã o dia amanhecerá com mais sol do que hoje, essa fase difícil passará!

Se acalme, tudo na maternidade é passageiro, como as coisas ruins acontecem, as boas também acontecerão. Paciência, eu lhe garanto que amanhã será um dia melhor.

Quando precisar descansar, de um jeito, deixe seus filhos algumas horas com alguém em quem você confie E ESQUEÇA. Deixe suas regras algumas horas e descanse. Pais (homens) são seres que sabem o que fazer, eles também têm instintos, mas pais não são mães, então, permita que eles sejam PAIS. Avós não são mães, mas tem um colo gostoso e um carinho que ninguém no mundo tem. Madrinhas, são um poço de diversão. Lembre-se de que para ser aquela mãe que você deseja, às vezes você precisa ser simplesmente uma mulher. Às vezes você precisa DEIXAR PRA LÁ. E NADA disso lhe fará menos mãe, apenas um ser humano.

Então, corra para o seu espelho e lembre-se de cada coisa que você fez hoje e o quanto você é maravilhosa. NÃO SE SINTA FRUSTRADA “se a grama do seu vizinho parecer mais verde que a sua”. Lembre-se: você não sabe a que custa a grama dele ficou assim. Foque toda sua energia em você e na sua família. E toda vez que você não souber o que fazer, SE ACALME, RESPIRE, a resposta logo virá.

Por final, você sabe o que realmente é capaz de mudar o mundo? Você sabe do que uma mãe é formada? O que nos move a fazer o impossível? O que nos da “super instintos”? O que nos faz superar todas as noites mal dormidas? O que nos faz aguentar 9 meses de pura transformação e nos da o poder incrível de trazer ao mundo um ser humano? Apenas e exclusivamente o amor… É ÚNICA COISA que realmente transforma as pessoas… Então, reflita… Realmente você acha que não é capaz de alguma coisa sendo mãe (formada 100% de amor)? A partir do momento que você perceber o quanto é incrível, sua vida mudará como um passo de mágica. Somos nós que estabelecemos o verdadeiro valor que as coisas têm em nossas vidas. Permita-se a sentir, viver, se amar e REALMENTE SE PERMITA SER aquilo que você quiser!

(Ana Silva)

Até mais!

1 comentário  •  6



1 Comentário em "Acalme-se, maternidade perfeita não existe!"

avatar
Organizar por:   mais novos | mais antigos | mais votados
Sânia Fontoura Fernandes
Visitante
Sânia Fontoura Fernandes

Muito bom este post, ultimamente tenho me sentido muito mal, vontade de sair correndo às vezes com tanta coisa pra fazer nesse mundo da maternidade, e nesses momentos são poucas as pessoas as quais podemos contar, difícil o apoio nessas horas. Parabéns pelo texto, palavras confortantes.

wpDiscuz