rotina para o bebê

Dicas para criar uma rotina para o bebê!

Olá mamães!

Já “conversamos” e eu já citei várias vezes a importância da rotina para o sono noturno e para o desenvolvimento do bebê. Muitas de vocês relatam sentir um pouco de dificuldade para estabelecer a rotina e enviam algumas perguntas frequentes. Hoje, vou dar algumas dicas que foram muito importantes para nós, que eu fiz com o Francisco na prática e farei com o Antônio (mudando alguns detalhes) daqui a alguns meses. Vou começar respondendo a pergunta mais frequente:

 

É possível estabelecer uma rotina para o recém-nascido mantendo a livre-demanda de amamentação?

Sim, é possível! A rotina é importante para o bebê em qualquer idade e é indicado começar a ensinar o bebê logo que ele nasce. Alguns cuidados e ações serão diferentes para o recém-nascido com certeza, pois ele está descobrindo tudo ao seu redor, ele nunca experienciou nada nesse mundo, tudo é novo e até mesmo assustador para ele.

Os pais/cuidadores precisam ter em mente que um recém-nascido não nasce sabendo dormir a noite toda, ele não conhece a diferente do dia e da noite, afinal, no útero era sempre igual. Ele precisa aprender até a mamar e o seu organismo a se adaptar a esse alimento. O seu corpo precisa aprender a digerir o leite materno/fórmula, a trabalhar e até isso acontecer ele terá cólicas e desconfortos.

Também, nos primeiros meses os bebês sentem necessidade de mamar diversas vezes, pois eles ainda não têm força (e nem espaço) para sugar muito leite em cada mamada, mas precisam de muitos nutrientes para continuar se desenvolvendo fora do útero. Então, mamam de hora em hora e no máximo de 3 em 3 horas (com exceção da noite, todas as crianças até o 2 anos não devem passar desse período -3h- segundo o Ministério da Saúde).

Os horários de mamada não devem ser rígidos e pré-estabelecidos, é importante que a mãe alimente o bebê conforme ele sentir necessidade, pois além dos ganhos maravilhosos que a amamentação proporciona, o bebê aprenderá a identificar quando ele sente fome e começará a entender as suas próprias necessidades. Muitos bebês a partir do segundo mês já estabelecem naturalmente um padrão para a amamentação, como por exemplo: de 2 em 2 horas (dica: mantendo o bebê acordado ele mamará mais e com mais vigor sentindo-se saciado por mais tempo).

Um cuidado interessante é aprender a conhecer o choro de fome do seu bebê dos demais (começa com alguns resmungos e aos poucos vai aumentando até se tornar estridente e com tom de desespero), pois muitas vezes o bebê chora (principalmente à noite) e não está realmente com fome, ele tem outras necessidades, mas os pais sem perceber interpretam como fome todas às vezes. O bebê acaba se alimentando além do necessário e não consegue dormir por desconfortos ou se adapta/acostuma a mamar a noite/dia toda sem saber o seu limite.

 

Mas como eu faço na prática para estabelecer horários a uma rotina?

 Para começar: é importante prestar atenção nos horários biológicos do bebê e somente depois de conhecê-lo bem estabelecer horários (faça um teste que pode lhe ajudar a descobrir o temperamento do deu bebê clicando aqui). Então, tudo começa apenas pela OBSERVAÇÃO. Uma dica: faça um caderno de anotações e tente descobrir padrões (fique tranquila que no início nada fará sentido, isso é normal).

No primeiro mês você irá começar a ensinar aos poucos alguns detalhes muito importantes para a rotina do bebê (e o sono noturno) que começarão a apresentar efeitos com o tempo, mas quanto mais cedo você começar, mais fácil será:

 

  • Ensine o que é dia e o que é noite: Comece desde o 1º dia que o bebê chegar em casa. Soneca do dia: quarto iluminado, barulhos naturais da casa e as sonecas não devem ultrapassar 2 horas. Sono noturno: escuro, sem músicas, sem influencias, silêncio, dormir direto sem precisar acordar.
  • Ensine o ritual do sono: prestar atenção no horário que o seu bebê sente mais sono à noite e programar o banho, massagem, um momento relaxante que mostre ao bebê que a hora de dormir está chegando. Faça isso meia hora mais cedo que a “janela do sono” surgir (horário biológico que o bebê sente necessidade de dormir a noite). Como descobrir esse horário? Testando! Cada dia tente meia hora mais cedo, você perceberá a diferença nitidamente quando encontrar esse horário (o bebê dormirá em segundos e mais tranquilo). Observação: É muito importante cuidar para estabelecer esse horário seguindo as necessidades do bebê (analisando o seu comportamento) e não as suas. Quando o bebê passar do horário de dormir ele ficará superestimulado e agitado (demorando/resistindo para pegar no sono ou ficando agitado a noite toda). Leia mais sobre o sono do bebê aqui, aqui e assista aqui.
  • Ensine o seu bebê a dormir sem influencias: Logo que o bebê nasce já é melhor momento para começar a ensinar o seu bebê a pegar no sono sozinho. Ele não sabe que para dormir precisa ser nanado, mamando, com músicas, somos nós que ensinamos isso a ele. Analise como você dorme: você deita e vai se acalmando aos pouco até pegar no sono, porque para os bebês isso seria diferente?No início é comum os pais confundirem as cólicas e os desconfortos (sono, fome) com dificuldade para dormir. De muito colo, carinho e abraço, mas na hora de dormir apenas deite o seu bebê na cama (quando ele sentir sono), tenha paciência (controle a ansiedade) que logo ele irá entender que aquele momento é para dormir e pegará no sono como “num passe de mágica” sozinho.
  • Ensine o seu bebê que hora de comer é hora de comer (e hora de dormir é hora de dormir): parece tão óbvio, mas na prática é difícil. Desde que o seu bebê chegar em casa cuide e encontre maneiras de ensinar o seu bebê a não dormir mamando. Depois que ele mamar e arrotar é hora de ir para cama acordado. Isso ajudará muito a estabelecer a rotina de soneca diurna e noturna.

 

Detalhe muito importante: o seu bebê pode demorar (e é bem provável que isso aconteça) a entrar nessa rotina (tudo depende do seu bebê, do ritmo dele, temperamento e, claro, da sua persistência), mas com o tempo se você fizer todos os dias da mesma forma os resultados surgirão. O bebê entrará nesse ritmo e adquirirá esses costumes (aliás, qualquer costume que VOCÊ ensinar).Tenha paciência, pois as coisas não acontecem exatamente no ritmo que nós desejamos (ainda mais quando estamos cansadas), mas com persistência tudo se organiza. Acredite em mim!

Eu considero os 3 primeiros meses os melhores para começar a rotina, pois é mais fácil e rápido adaptar o bebê a mudanças (geralmente 1 semana a 15 dias). Se o seu bebê já tem mais de 3 meses não tem problema ele aprenderá da mesma forma, apenas pode demorar um pouco mais (geralmente 30 dias para qualquer adaptação).

 

Nossa experiência e nossa rotina:

Com o Francisco eu segui todos esses passos: eu observei e anotei tudo que ele fazia durante umas duas ou três semanas e fui aos poucos tentando descobrir padrões, qual era o melhor horário para o banho, para dormir, quantas horas ele precisava dormir a noite para se sentir bem, quais os horários precisava mamar na madrugada e aos poucos a rotina foi se estabelecendo naturalmente.

Depois que ele começou a comer alimentos sólidos (6 meses) eu estabeleci horários fixos para almoço (12:30) e para janta (18:30), as sonecas também já estavam bem organizadas, uma pela manhã e uma pela tarde (pois, comecei essa organização cedo). Depois dos 10º ou 11º mês ele começou a fazer apenas 1 soneca na parte da tarde. E hoje (19 meses), ele é uma criança que se adapta fácil a mudanças e tem uma rotina bem estabelecida. Dorme sempre no mesmo horário desde o 4º mês (depois dos 12 meses ele começou a dormir 1 hora mais tarde naturalmente). Quando chega o horário ele já sabe que está na hora de dormir, fazemos o “ritual do sono” (banho e leite) para acalmar e ele vai dormir (pega no sono sozinho e dorme direto durante 12 horas).

 

Exemplo da nossa rotina aos 19 meses:

  • 10:00 – Acorda
  • 10:30 – Café da manha
  • 12:30 – Almoço
  • 14:30 – Leite
  • 16:30 a 17:00 – Lanche
  • 19:30 – Janta (até o 12º mês ele jantava as 18:30).
  • 21:30 – Banho (até o 12º mês ele tomava banho as 20:30).
  • 22:00 – Leite e Dormir (até o 12º mês ele dormia as 21:00). –
  • Até o 10/11º mês o  Francisco mamou as 00:00 horas e até os 13/14 meses as 6:00 da manhã, naturalmente largou essas mamadas.

 

Exemplo da nossa rotina aos 2 anos:

Atualização: Nossa rotina agora mudou novamente com a chegada do Antônio nosso segundo filho e está bem parecida com a  rotina do Francisco antes de 1 ano. Começamos a sentir necessidade dele dormir mais cedo, então, tivemos que mudar algumas coisas. Hoje, ela é assim:

  • Acordar no máximo as 9:00 horas da manhã (para fazer a soneca de manhã ainda), mas o ideal é as 8:00;
  • 11:00: soneca do dia
  • 12:30: Almoço
  • 14:30: Leite
  • 16:30: Lanche
  • 18:00: Banho
  • 18:30: Jantar
  • 19:30/20:30: Mamar e ir para a cama para dormir no máximo as 20:30.

*As crianças a cima de 2 anos não precisam se alimentar necessariamente de 3 em 3 horas, mas eu mantenho essa rotina, pois Francisco dorme 12 horas ou mais a noite e se a alimentação dele durante o dia for “fraca” ele acorda mais cedo com fome.

 

Lembrando que rotina para o bebê significa: horário para sonecas, almoço, jantar, tomar banho e dormir a noite. Durante a madrugada é interessante estabelecer horário para mamada, por exemplo: as 23h00min (até as 00h00min no máximo) pode ser feita a “mamada dos sonhos” (leite com o bebê dormindo) e dependendo da necessidade do bebê as 6:00 ou 7:00 horas novamente. Isso ajudará o bebê a não acordar por fome durante a noite (apenas por outros motivos) e organizar as mamadas noturnas. Naturalmente com o tempo ele largará essas mamadas, assim que se sentir pronto.

 

Rotina não significa ter horário para tudo (16h00min brinca, as 17h00min reflete…), não é um sistema rígido de disciplina, cuide para não confundir as coisas. Algumas vezes é interessante “fugir” da rotina para o bebê também conhecer essa possibilidade, mas cuide para isso não se tornar frequente, pois o bebê pode se perder um pouco e cada dia ir dormir em horários diferentes não mantendo um padrão de sono ou desenvolver alguma ansiedade/insegurança.

Aqui em casa quando fazemos algo diferente, viajamos/dormimos fora, eu sempre tento manter os mesmo horários para banho, comida, sonecas e dormir (que hoje já consigo prolongar). Dessa forma o Francisco se sente mais seguro, tranquilo e aproveitarmos mais a nossa viagem ou passeio.

 

Qualquer dúvida escreva nos comentários (e não se esqueça de conferir a resposta depois!) que eu terei prazer em responder e ajudar se estiver ao meu alcance!

 

“Os seres humanos, não importa a idade, são criaturas orientadas por hábitos, ou seja, apresentam melhor desempenho dentro de um padrão regular de eventos. A estrutura e a rotina são normais na vida cotidiana. Tudo tem uma ordem lógica. Como dizia minha avó: Você não pode colocar os ovos no pudim depois que ele já está assado” (Tracy Hogg).

 

*Foto: Nosso modelo de hoje é o Joaquim lindo da mamãe e amiga Daiane Signor!  Obrigada amiga querida pela autorização!

 

Beijinhos!



3 comentários  •  5



3 Comentários em "Dicas para criar uma rotina para o bebê!"

avatar
mais novos mais antigos mais votados
Gláucia Silva
Visitante
Gláucia Silva
Oi Ana, meu BB tem 4 meses, acorda cada 2 horas. Tento não dar peito todas as vezes mas tem dia que não consigo “engana-lo”. Aqui em casa é muito difícil ter rotina pois moro em cima de um bar, tem madrugada barulhenta e outras não. E direto temos visitas na parte da noite. Eu faço o ritual do sono sempre no mesmo horário mas quando tem gente em casa ele não quer dormir logo após a mamada devido ao agito! Desse jeito é difícil né?! Não sei o que faço. Eu preciso dormir mais de 2 horas seguidas, não… Leia Mais »
Isis Nara
Visitante
Isis Nara

Oiii meu filho esta com quase 10meses e de uns dias para cá ele só quer brincar e dorme 1hs30 da manhã,antes ele dormia no máximo 23hs e acordava 6hs da manha para mama hoje ele dorme 1 e meia da manha e acorda 6hs e depois volta a dormir e acorda quase 12hs isso é pico?

Luana
Visitante
Luana

Boa tarde! Se o bebê acordar várias vezes na noite, quais as dicas para fazer dormir sem dar de mamar?