Primeiros dentes do bebê

Os primeiros dentes do bebê: Tudo que você precisa saber!

Olá Mamães!

Esse post, Primeiros dentes do bebê, foi o primeiro escolhido e votado por vocês leitoras queridas! Fico muito feliz com a participação de vocês na escolha dos temas, afinal, o objetivo do blog é esse: interagir e compartilhar! Vamos lá!

O nascimento dos dentes se tornou quase um mito para as mamães e papais de primeira viagem (e até mesmo para os mais experientes). Quando o bebê completa 6 meses qualquer incomodo já é visto ou confundido com os famosos dentinhos. E isso acontece, pois geralmente é no 6º mês do bebê que também ocorrem grandes períodos de crises, picos de crescimento (saiba mais sobre isso clicando aqui), mudanças no comportamento, ansiedade da separação e várias outras alterações (aliás, o primeiro ano inteiro é assim).

Os primeiros dentinhos causam incômodos e dor para o bebê com certeza, mas muitas coisas que a gente escuta são apenas mitos. Então, vamos com calma, cada bebê é diferente e reage de uma maneira diferente também. A verdade é que não existe uma data exata ou uma regra para os dentes nascerem. Geralmente o nascimento dos dentes ocorre a partir do 6º mês do bebê, mas podem variar muito entre o 4º e o 10º mês ou 3º e o 13º mês (ou seja, sem data prevista).
Por exemplo: Aqui em casa os primeiro dentinhos só nasceram com 10 meses e atualmente o Francisco está com 14 meses e apenas 1 dentinho superior começou a apontar. O meu irmão mais novo nasceu o primeiro dente com 13 meses e conheço mamães que os dentes dos seus bebês nasceram com 3, 4 ou 5 meses já.

E existe algum problema se os dentes nascerem muito cedo?

O único inconveniente do dentinho nascer mais cedo é machucar o bebê e a mamãe na hora da amamentação ou das brincadeiras, mas isso pode ocorrer mais tarde também. É apenas uma questão de adaptação do bebê e da mamãe. Em casos raros alguns bebês já nascem com dentinhos e esses ainda serão substituídos pelos dentes de leite e ficam frouxos na gengiva do bebê. Nesse caso existe o risco do bebê engolir e se afogar com os dentinhos e devem ser avaliados e possivelmente extraídos por um odontopediatra.

Lembre-se mamãe se você sentir qualquer dúvida em relação aos dentinhos do seu bebê ou se você perceber que ele está “molinho” SEMPRE leve o seu bebê para ser avaliado por um dentista ou pediatra, JAMAIS arranque ou force o dente você mesma.

E se eles nascerem muito tarde? É normal também, cada bebê tem o seu tempo e o seu desenvolvimento, sempre lembre disso!

 

Essa imagem a seguir (compartilhada por uma leitora comigo) estabelece uma possível ordem no nascimento dos dentes:

Os primeiros dentes do bebê: Tudo que você precisa saber!

 

Sintomas e sinais mais comuns (Primeiros dentes do bebê):

 

  • Inchaço na gengiva (os dentinhos até parecem estar desenhados);
  • O bebê saliva (baba) mais e com maior frequência, o que pode acabar irritando a pele ao redor da boca.  E segundo a Dra. Mayara Bernardi (odontopediatra) isso se deve ao fato de coincidir o nascimento dos dentes com a maturação das glândulas salivares. Ou seja, não é um sintoma, mas é um sinal que pode indicar que o nascimento dos dentes está próximo;
  • Irritabilidade e agitação (aqui em casa esse foi  um dos maiores “sintomas” aparente no nascimento dos dentes);
  • Colocar tudo na boca para morder, mas cuide com esse “sintoma”, pois os bebês nos seus primeiros anos estão passando pela fase oral e colocar os objetos na boca significa descobrir o mundo e não apenas coçar a gengiva. Isso é um ato natural, significativo e importante para todo bebê;
  • Choro sem motivo;
  • Vermelhidão nas bochechas e no  queixo (muitas mamães descrevem esse sintoma com frequência, inclusive aqui em casa aconteceu);
  • Falta de apetite;
  • Problemas para dormir devido à irritação ou dor;
  • Coceira na orelha (mamães descrevem, mas os especialistas dizem que é mito);
    Temperaturas mais elevadas (abaixo de 38º, se passar disso informe o seu pediatra de confiança, pois os dentes geralmente não causam temperaturas muito elevadas ou febre mesmo);
  • Algumas crianças (como meu filho) ficam com a gengiva roxa no lugar do dentinho que irá nascer, parece uma batida ou uma lesão e parecer assustador, mas é normal. Isso ocorre, pois a pressão que o dente faz ao nascer pode romper um vaso de sangue. Se você ficar em dúvida consulte uma odontopediatra (foi o que fiz e ela me passou essas informações).
  • Diarreia: como os bebês colocam tudo na boca, durante a erupção dos dentes a sujeira ingerida pode ocasional algum distúrbio gastrointestinal. Cuide apenas se passar de 1 a 2 dias, nesse caso entre em contato com o pediatra.

Como ajudar o seu bebê a aliviar os sintomas:

 

  • O uso da Camomilina C como já citei pode ajudar muito, mas deve ser orientado pelo pediatra, pois cada bebê é diferente e tem suas necessidades. Nunca medique o seu filho sem antes conversar com o médico que o conhece.
  • Na falta de apetite ofereça os alimentos que facilite a mastigação, na maioria das vezes os bebês recusam a comida pela dor e acabam tomando mais leite. Muitas vezes, por outro lado alimentos mais duros acabam ajudando, teste o que funciona melhor para o seu filho;
  • Frutas geladas ajudam a aliviar os incômodos, além de nutrir.
  • Ofereça mordedores gelados ou com texturas para aliviar a coceira e a dor;
  • Massagem na gengiva também acalma o bebê (se ele permitir hehe). Você pode fazer isso com aquelas dedeiras (feitas para higienizar a boca) ou o dedo mesmo;
  • Medicamentos para dor apenas os orientados pelo pediatra.

 

Fiquem atentas as pomadas anestésicas, pois já foram registrados muitos problema ocasionados pelas mesmas, pelo anestesiamento da garganta e vias respiratórias ou alergias aos componentes dos produtos.
Alerta também para qualquer pomada que contenha benzocaína. O FDA (órgão que regulamenta a administração de comidas e remédios) proibiu o seu uso em qualquer produto feito para crianças. O medicamento apresenta riscos para a saúde do bebê e (mesmo que raramente) pode desenvolver uma doença chamada Metemoglobinemia, que pode ser fatal (você pode ler e entender mais sobre esse assunto nesse comunicado da Associação Brasileira de Odontopediatria clicando aqui).

 

Higiene dos dentinhos:

 

É muito importante começar a higienizar os dentinhos do bebê desde o nascimento dos primeiros dentes. Você pode e deve utilizar uma escova macia e creme dental especifico para bebê. Os dentes de leite são muito importantes e merecem cuidados, pois eles servem como um guia para o posicionamento e a fixação correta da dentição permanente. Eles também auxiliam na mastigação e no desenvolvimento da fala. E as caries podem aparecer precocemente se a higienização não for feita corretamente. Esses cuidados com certeza significarão uma dentição saudável e mais bonita no futuro do seu filho.

Não esqueça que a higiene bucal do bebê deve começar já nos primeiros meses de vida. Os pais devem fazer uma limpeza na gengiva, na bochecha e na língua com uma gaze ou fralda embebida em água filtrada pelo menos duas ou três vezes ao dia. Qualquer dúvida consulte um odontopediatra.

 

Nossa experiência:

 

Os primeiros dentes do Francisco nasceram exatamente no dia em que ele completou 10 meses e o segundo no dia seguinte (seguindo a ordem sugerida). Nós não notamos muitas alterações no comportamento do Francisco, o único “sintoma” que percebemos foi 1 dia antes do primeiro dente nascer ele ficou muito irritado, “chorão” e só queria ficar no meu colo. A noite ele dormiu bem, mas durante o dia foi difícil. No dia que o dente do Francisco nasceu o queixo e as bochechas dele ficaram avermelhadas, como se estivessem queimadas do sol. O segundo dente não aconteceu nada de diferente.

Alguns meses antes desse dia nós iniciamos o uso da Camomilina C por indicação da pediatra que cuida do Francisco. Ela nos explicou que a Camomilina ajuda a “amaciar” as gengivas facilitando a erupção dos dentes (mas como ela é um produto natural demora um pouco mais para fazer efeito, então, o interessante é começar a tomar uns dias antes, quando você notar os primeiros inchaços), ela alivia os incômodos e tem ação calmante (leia mais sobre ela clicando aqui ).

O modo de usar é super simples, você abre a capsula e utiliza apenas o “pozinho” que tem dentro dela. Eu coloco no leite, mas tem várias formas de utilizar (como passar diretamente na gengiva do bebê). Estamos usando a 4 ou 5 meses e o seu uso não tem nenhuma restrição (apenas em caso de alergias), pois é um medicamento fitoterápico. Antes de iniciar o uso, consulte o pediatra que cuida do seu filho, pois na Camomilina C tem vitamina D e não deve ser tomada em excesso, se o seu filho já estiver tomando em alguma outra vitamina provavelmente a pediatra suspenderá uma delas.

Eu acredito que para nós a Camomilina fez efeito e ajudou, pois dos 10 sintomas que citei acima o Francisco teve apenas 3, posso dizer que os primeiros dentes foram tranquilos. Agora com 14 meses, o Francisco está com 6 dentes marcados na gengiva superior e 4 deles quase nascendo (inclusive hoje 1 deles começou a sair). Há pouco tempo levamos o Francisco na Odontopediatra -que foi super querida- e ela nos deu essas informações sobre os dentes dele.  Ainda não percebemos incômodos, apenas um pouco de agitação (sem acordar) na última noite, mas vamos esperar para ver como será!

 

Observação: Logo depois que publiquei esse post, um dos dentes (o incisivo central esquerdo) do Francisco começou a causar alguns incômodos: primeiro ele ficou roxo, parecia uma lesão, ficamos bem assustados até. Após consultar a Odontopediatra descobrimos que era apenas um vaso de sangue que havia rompido com o crescimento do dente. Depois, esse querido dente demorou quase 1 mês para nascer, ele saiu da gengiva, mas ficou envolvido em uma capa fina de pele e causava dores (imaginem!). Um belo dia simplesmente rompeu essa capa e o dente apareceu (grande e aparente, metade do dente já havia nascido). Os 6 dentes que estavam marcados até os 15 meses nasceram todos e causaram poucos incômodos, apenas agitação 1 ou 2 dias antes de nascer (até hoje com 16 meses ele permanece tomando a Camomilina C).

E por fim a dica mais importante: Tenha paciência e muita empatia, pois são nesses momentos que o seu bebê mais precisa de você, do seu conforto e do seu carinho. Logo, logo tudo isso passa e melhora!

Mamães, como foi ou está sendo essa experiência para vocês?

 

Beijinhos!



7 Comentários em "Os primeiros dentes do bebê: Tudo que você precisa saber!"

avatar
Organizar por:   mais novos | mais antigos | mais votados
Débora Gabriele
Visitante

minha bebe fez um aninho recentemente e ja tem 4 dentinhos em cima e 4 em baixo e ja ta rasgando a primeira preza isso é normal?

Sergio Faustino Nhanombe
Visitante
Sergio Faustino Nhanombe

gostaria de saber se há algum problema os dentes começarem de cima?

rosiane Rodrigues
Visitante
rosiane Rodrigues

O meu filho temais 4 meses…E começou a nascer o sentindo dele, mas é o de trastreio. .. é normal

SABRINA
Visitante
SABRINA

MINHA BB TEM 8 MESES E AINDA NAO RASCOU NEM UM DENTIM ELA SO ESTAR COM DIARREA É DO DENTE

Graziele
Visitante
Graziele

O meu bebe tá com 7 meses faz qze 1 mês q não dorme irritado dorme e acorda gritando .
Bochechas vermelhas fica puxando orelha as gengivas parece enxada será q ainda demora pra nascer ? Tá complicado de mais …

Veronica Carmazen
Visitante
Veronica Carmazen

Eu amei essa página tirei muitas dúvidas sobre os dentinhos do meu bb. Parabéns

Maria Tatiana
Visitante
Maria Tatiana

Meu bb tem só 3 meses e levei na pediatra ela falou que é dente todos os sintomas mas ele não quer o peito só a mamadeira estou tendo que tirar o leite do peito e colocar na mamadeira

wpDiscuz