Sintomas de gravidez

Sintomas de gravidez: Conheça os mais frequentes!

Olá mamães e futuras mamães!

Depois dos últimos posts envolvendo gravidez, várias mamães me enviaram recadinhos pedindo um post sobre os sintomas de gravidez. E como eu adoro receber as dicas de vocês e atender a todas, o post de hoje será sobre esse assunto! Preparei uma listinha com os 19 sintomas mais frequentes, os mais relatados entre as mamães e também os que eu senti durante a gestação.

É interessante ressaltar que é possível perceber esses sinais antes mesmo do atraso menstrual, mas para isso você precisa conhecer o seu corpo.

Lembrando que manter a calma durante a fase de tentativas é essencial. A ansiedade nesses momentos pode se tornar “uma grande inimiga”, pois ela é capaz de alterar (e muito) o nosso sistema hormonal.

 

Sintomas de gravidez mais frequentes:

 1- Espinhas (acne): Para mim, esse foi um dos primeiros sintomas a aparecer (antes do atraso menstrual se confirmar). Eu nunca tive espinhas, isso não é algo natural da minha pele (nem na adolescência foi), quando as (megas) espinhas começaram a aparecer eu já fiquei desconfiada. E isso ocorre com muita frequência devido as alterações hormonais e para muitas mulheres as espinhas aparecem pelo corpo todo ou áreas especificas, como as costas.

2- Sono e cansaço excessivos: Diferente do habitual, é aquele sono ou cansaço muito forte (dormir sentada). Não ocorre todos os dias, mas na maioria deles.

3- Alteração na fome: Nos primeiros dias, até no primeiro mês eu sempre percebi uma alteração no meu apetite. Fortes desejos, vontades e mudança nos meus hábitos alimentares e aumento da fome (depois do segundo mês era o oposto, perdia totalmente a fome).

4- Enjoos, náuseas e vômitos: Esse sintoma geralmente começa a partir da 6ª semana, mas muitas mamães relatam ter sentido antes. Eu senti apenas a partir da 6ª semana. Eu sentia vontade de vomitar se pensasse em algum alimento (quase todos) que não despertasse desejo de comer, mas nunca cheguei a passar mal. Aqui em casa era assim: o marido perguntando em frente à geladeira ou armário: “tal” alimento e eu quase passava mal só de pensar, até encontrar um único (geralmente aquele que não tinha em casa) que comeria. Para mim, esse é o sintoma mais chato e evidente de todos, pois permanecem todos os dias até o final do primeiro trimestre. Algumas mulheres precisam tomar medicações, pois esses sintomas ocorrem com muita intensidade.

5 Alterações no paladar ou no olfato: Esse sintoma é muito engraçado, pois simplesmente começamos a sentir vontade de comer coisas que nunca gostamos ou a odiar alimentos que sempre amamos. Começamos a sentir cheiros muito distantes como se estivessem em nossa frente e muitas vezes somente a gente percebe. Também, cheiros habituais começam a nos incomodar e enjoar.

6- Alteração nas emoções: Sabe aquela famosa cena da gravida chorando assistindo um comercial de sabão em pó? Tudo exatamente verdade! Durante a gravidez e as alterações hormonais as emoções se intensificam muito. Eu, por exemplo, fiquei muito emotiva e chorona. Em outros momentos percebi que ficava mais nervosa ou irritada do que o normal. O humor durante a gravidez oscila com frequência e as vezes é difícil nos entender! Outro sintoma que se prestarmos atenção na maioria das vezes está presente.

 7- Constipação: Chato, chato, mas frequente. Se isso lhe acontecer recorra a probióticos (exemplo: nova fibra, enterogermina, simbioflora, etc.) e nunca a laxantes (lacto purga, guttalax, etc.). Sempre verifique a diferença entre os medicamentos e consulte o seu médico de confiança para ele lhe receitar o mais indicado.

8- Gazes e arrotos:Preciso falar que são insuportavelmente chatos? Muitas mamães relatam que perceberam esses sintomas com muita frequência (e de forma muito elevada, perceptível). Então, saiba que até água pode lhe provocar gazes (imaginem aqueles alimentos que já provocam naturalmente?). Esse pequeno detalhe muitas mamães não lhe contam (risos hehe)!

9- Insônia: Não ocorre com tanta frequência, mas pode estar ligada a ansiedade dos primeiros meses (mesmo para aquelas que ainda estão “desconfiando da gravidez”). Muitas mamães relatam que até o terceiro mês sofreram muito para pegar no sono a noite (diferente do cansaço durante o dia). Se isso lhe acontecer tente fazer exercícios para se acalmar antes de dormir. Apegue-se a sua religião e confie em algo que lhe de confiança. Tente relaxar e permita que esses 3 primeiros meses ocorram naturalmente.

10- Vontade de fazer xixi a toda hora: Isso também ocorre devido as alterações hormonais e foi frequente durante a minha gestação, desde o início até o final (conforme a barriga for crescendo e a bexiga for ficando mais apertada -devido ao peso da barriga-, a vontade triplica, ok?).

11- Dores nos seios: Eu nunca senti esse sintoma, portanto, não sei descrevê-los, mas com certeza é um dos mais comuns e frequentes entre as mulheres.

12- Alterações na aparência dos seios: Muitas mamães relatam que perceberam diferenças nos seios no início da gravidez, por exemplo: os mamilos podem ficar mais escuros e os seios cheios de veias. Os seios podem ficar maiores e mais inchados. Inicialmente eu não tive nenhum desses sintomas, apenas depois do segundo trimestre e durante a amamentação.

13- Corrimentos vaginais: Esbranquiçados ou rosados. Se você perceber qualquer corrimento diferente consulte o seu médico, pois esse também é um sintoma de várias doenças.

14- Pequenos sangramentos vaginais: Muitas mulheres relatam que antes de descobrir a gravidez tiveram pequenos sangramentos e pensaram que a menstruação estava chegando ou que haviam menstruado em menor quantidade. Isso pode ocorrer durante a implantação do embrião no útero, mas logo termina (leia mais sobre como identificar a diferença desse “corrimento” para a menstruação de fato clicando aqui, aqui e aqui). Eu tive um pequeno sangramento no início da gravidez do Francisco. Como eu já havia passado desse período inicial (primeiras semanas) e eu já havia sofrido um aborto, o “nosso” médico de confiança nos avaliou e receitou uma medicação até o final do terceiro mês. Então, se isso lhe acontecer leve a sério e procure o “seu” médico de confiança.

15- Tonturas: Devido às alterações hormonais da gravidez muitas mulheres podem ter tonturas ou pressão baixa. Isso também pode ocorrer por causa de anemias e diminuição dos níveis de açúcar no sangue. Esse sintoma é um dos mais clássicos e eu sofri muito durante os 3 primeiros meses (minha pressão era 9 ou 10 e permaneceu dessa forma a gestação inteira). Quase todos os dias quando acordava quase desmaiava várias vezes (precisava me alimentar logo em seguida).

16- Alterações na temperatura: Muitas mulheres descrevem sentir calorões ou crises de frio em momentos aleatórios (que muitas vezes não condizem com o clima). Esse foi outro sintoma que eu tive do início até o final da gestação. Em alguns momentos eu suava de calor no auge no inverno e em outros tremia (muito) de frio.

17- Inchaço abdominal: Isso aconteceu comigo (o meu peso era o mesmo, mas a minha calça apertava) e logo no início eu pensava que iria ficar menstruada, pois o inchaço é muito perecido. Isso ocorre, pois o corpo está se preparando para o crescimento do útero.

18- Dores ou cólicas na barriga: Muitas mamães relatam sentir cólicas no início da gravidez. Muitas (como eu) relatam sentir apenas “pontadas” na região mais baixa da barriga. Isso ocorre, pois o útero está constantemente sofrendo modificações e pode gerar contrações que sentimos como cólicas ou “pontadas”. Durante a gravidez é normal muitas mulheres sentirem essas contrações (leves) constantemente, mas lembrando que qualquer dor forte ou diferente do habitual você deve procurar o seu médico para uma avaliação.

19- Atraso menstrual e alguns falsos negativos: Esse é obvio, mas você deve cuidar quantos dias ocorreu esse atraso antes de fazer o teste de gravidez. Nos primeiros dias o nível do hormônio HCG no organismo da mulher é mais baixo e você pode ter um falso negativo. O aconselhável é esperar até 10 dias para fazer os testes (de urina e de sangue). Comigo aconteceu exatamente isso. Como eu sempre fui muito regulada, um atraso de 2 dias eu não considerei normal e fiz 2 testes antecipados (de urina, por exemplo: “confirme” e de sangue: Beta HCG) e o resultado de ambos foram negativos. Esperei mais 5 dias e ambos foram positivos. Então, segure a ansiedade para evitar falsos negativos (eles são cruéis quando você sente e tem quase certeza que está gravida!).

 

Enfim, a maioria dos sintomas que citei, ocorrem devido às alterações hormonais e muitos outros podem surgir, como: dores de cabeça, dores no corpo, etc. Cada mulher reage de uma maneira diferente, algumas podem ter 4 sintomas, outras todos e outras nenhum, tudo depende de cada organismo. É muito interessante começar a conhecer o seu corpo antes mesmo da gravidez, assim, quando qualquer alteração começar você perceberá (lembrando que a ansiedade é “inimiga da fertilidade” e gravidez psicológica existe sim, tente se acalmar e deixar as coisas acontecerem no seu tempo!).

 

Observação: Não se esqueça de começar a tomar o ácido fólico 3 meses antes de engravidar e permanecer tomando depois (o seu médico direcionará o tempo). Se você engravidou sem planejar, assim que perceber os primeiros sintomas já comece a tomar, pois é extremamente importante para o desenvolvimento do feto nos 3 primeiros meses (momento em que ocorre a maioria das formações).

 

Mamães.. Quais sintomas vocês sentiram?

 

Beijinhos!



Comente!  •  10



Seja o Primeiro a Comentar!

avatar