O que é o “ciclo vicioso do sono”?

Compreendendo o Ciclo Vicioso do Sono

O “ciclo vicioso do sono” é como se fosse uma bola de neve que vai acontecendo durante o dia. Quanto menos seu bebê dorme nos momentos em que necessita (devido as sonecas curtas) ou simplesmente passa da hora de dormir mais dificuldades ele terá nos sonos a seguir, pois ficará superestimulado. Para identificar os sinais de sono do seu bebê e não perder a hora de dormir leia esse post.

Isso tudo resultará em uma grande agitação, irritação, dificuldades para se concentrar, demora para pegar no sono e consequentemente a qualidade do sono diminuirá. É o clássico “chorar até pegar no sono”.

O Ciclo Vicioso

Chamamos de “ciclo vicioso”. Quanto mais sono o bebê sente, menos ele mama. Quanto mais ele chora, mais demora para pegar no sono. E quando finalmente consegue dormir, logo acorda com fome (pois, não se alimentou bem). Ele acorda irritado e na próxima soneca será ainda mais difícil dormir. E quando a noite chegar, ele já estará exausto e provavelmente não dormirá bem novamente. Enfim, uma coisa levará a outra.

A melhor estratégia para lidar com o “ciclo vicioso do sono” é prevenir que o bebê fique superestimulado, vou explicar em detalhes.

Adenosina

Existe uma substância chamada Adenosina, que nós profissionais que estudamos e trabalhamos com sono denominamos de “pressão de sono” ou “sono acumulado”. Essa substância vai se acumulando ao longo do dia em nosso organismo, causando uma pressão para irmos dormir após estarmos 12 a 16 horas acordados. Assim, quando ela chega em seu limite não conseguimos mais segurar os olhos abertos e precisamos ir dormir.

Porém, devido a imaturidade de todo sistema do bebê/criança e da intensa fase de desenvolvimento, essa pressão de sono é diferente em cada idade. Por exemplo, um bebê de 8 meses, aguenta ficar acordado no máximo 3 horas, já uma criança de 2 anos precisa ficar acordada de 5 a 7 horas para sentir sono novamente. As sonecas começam a diminuir no primeiro ano aos poucos, até que a criança consolide o sono diurno passando a ficar mais tempo acordada.

Observe na tabela abaixo:

(Tabela Internacional de Sono, Recomendação da National Sleep Foundation)

 

Como a superestimulação acontece:

  • Passar da hora de dormir (ultrapassando o limite da criança), ser exposta a estímulos em excesso. Assistir muitos eletrônicos ao longo do dia, mas principalmente após as 17:00. Luzes brancas ligadas por toda casa no final do dia. Muitas pessoas falando. Eventos e festas a noite, etc. Tudo isso causa um atraso de fase considerável (leia mais sobre isso clicando aqui).
  • Sonecas desreguladas. Dormir pouco em cada soneca (menos do que um ciclo de sono, leia mais sobre isso aqui). Como o organismo da criança não descansou devidamente ela acaba ficando agitada, exausta, nervosa e irritada. Apresenta dificuldades para voltar a dormir na madrugada e manter o sono.

Por isso, a falta de sono adequada no dia (que causa esse ciclo vicioso do sono) influencia diretamente na agitação e sono da noite. Então, esqueça aquela ideia totalmente equivocada de que manter um bebê acordado o deixará mais cansado e ele dormirá melhor. Isso fará o oposto, é aí que o ciclo vicioso do sono se instala.

Também, é fundamental conhecer o seu bebê para entender suas verdadeiras necessidades. Quando é sono, quando é fome, quando ele está cansado, entediado. Isso é fundamental para a conexão entre pais e filhos.

LEMBREM-SE: UM ADULTO CANSADO FICA SONOLENTO, UMA CRIANÇA CANSADA FICA HIPERATIVA!

Até mais!

 

 

Acompanhe aqui assuntos semelhantes:

 

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments