Depressão Materna e seus Sintomas

A depressão materna e a depressão pós-parto são temas importantíssimos e muitas vezes menosprezados.

O nascimento de um filho causa diversas mudanças físicas e emocionais, o corpo muda, suas prioridades mudam, sua rotina e, principalmente, suas emoções mudam.

Aliás, a forma que você se vê e vê a vida muda.

E logo após a chegada do bebê a mãe recebe milhares de novas demandas, afinal, é um ser tão pequenininho e indefeso que depende 100% dela.

Assim, inevitavelmente acontece uma mudança total na rotina, no dia a dia, que pode ser umas das propulsoras de estresse. Interferindo no seu estilo de vida, suas escolhas e principalmente no seu sono.

E ainda, a maternidade poderá mobilizar questões emocionais, comportamentais e até inconscientes, que talvez fujam à sua compreensão.

E essa fase pode ser vivenciada em muitos casos, como uma turbulência de sentimentos, emoções e expectativas que podem provocar uma instabilidade emocional muito grande.

O que muitas mulheres relatam é que aos poucos elas sentem que estão perdendo as suas raízes, sua identidade, que não conseguem mais se reconhecer e sentem vontade de fugir da realidade em que vivem.

E mesmo amando seus filhos vários sentimentos começam a surgir e as desestabilizar.

Por isso, listamos alguns sintomas de depressão materna e depressão pós-parto que merecem a atenção de toda família, pois ela não afeta apenas a mulher e sim o desenvolvimento saudável do bebê ou da criança:

Alguns possíveis sintomas da depressão materna:

Falta de ânimo e vontade de viver (como se a vida não tivesse graça ou sentido);

Irritabilidade (fora do normal);

Vontade elevada de comer doces ou comidas gordurosas;

Choro, vontade de chorar ou tristeza constante;

Problemas para dormir ou atenção reduzida;

Ansiedade exacerbada;

Falta de apetite.

E nesse ponto é essencial entender que VOCÊ É UM SER HUMANO e não deve se sentir culpada por não estar bem, isso não significa que você não ama seu filho, apenas significa que precisa de ajuda. A depressão materna atinge muitas mamães e você não deve se sentir culpada por isso.

Aliás, caso esteja passando por isso, NÃO DEIXE DE PEDIR AJUDA, tenha sua rede de apoio e busque auxílio de um profissional.

O que você sente é MUITO IMPORTANTE e merece atenção ❤

 

Se você gostou desse post, poderá gostar também dos seguintes artigo que escrevemos:

Você é uma mãe maravilhosa!

Depressão por falta de sono?

Mãe perfeita e especialista em tudo?

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments