Como incluir o Pai na rotina

Como incluir o Pai na rotina

 

Quando o pai permite se envolver neste processo da rotina que envolve toda a família, de uma maneira muito íntima. Quando ele acredita que a sua presença é importante, é que o “milagre acontece”.

O casal passa a conseguir realizar as coisas com muito mais potência, diferente caso fosse algo individual, por exemplo, uma iniciativa apenas da mãe. Afinal, o filho é dos dois, então a responsabilidade na participação da rotina com as crianças não é apenas da mãe ou do pai.

Nos processos de ensinamento, seja nos novos hábitos de sono, desmame noturno (quando necessário), seja de seguir a rotina de horários com as crianças, quando o casal está conectado, compartilhando é mais fácil.

Mesmo que os pais não morem juntos, vocês têm uma vida em comum, o seu filho! Em separações, a criança não deve e não merece ser afetada pelas escolhas dos pais.

Enfim, a melhor dica para o pai ser inserido na rotina é, em primeiro lugar o casal ter consciência da importância de ambos na vida dos filhos e o pai querer ser presente e assumir seu papel.

E claro, a mãe permitir que ele se aproxime e faça as coisa da sua forma (seguindo a mesma linha de educação).

O casal pode dividir as tarefas: Um dia de cada um, um dia o papai coloca para dormir e no outro a mamãe. Um dia o pai dá o banho e no outro a mãe.

Caso a criança não aceite o pai, é importante o homem começar (por exemplo, no final de semana) a passar mais tempo com a criança, passear sem a mamãe, ficar sozinho com ela para desenvolver confiança.

Nos primeiros dias o pai pode ficar junto com a mamãe no quarto enquanto ela faz o bebê dormir e aos poucos ele vai assumindo.

Reflita: Se a criança não quer a presença do pai talvez simplesmente ela não está tão acostumada com ele.

É exatamente isso que o PAPAI precisa fazer, assumir seu papel na educação e no coração da criança.

Como a criança irá desenvolver segurança sem ter convívio para isso?

Lembrando: Mesmo que o papai trabalhe fora, a noite ele está em casa, no almoço, durante todo final de semana, seja lá o momento que for.

O que importa é O PAPAI QUERER participar e assumir seu papel na vida do filho, SÓ DEPENDE DELE!

 

Até mais!

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments