Dicas para combater a insônia

Dicas para combater a insônia

 

A insônia é um distúrbio que se caracteriza pela dificuldade para iniciar o sono, manter-se dormindo ou acordar e não conseguir voltar a dormir.

Lembrando que muitas pessoas até dormem a noite toda, mas acordam cansadas e exaustas pela manhã e isso está diretamente relacionado a qualidade de sono.

Então, a higiene do sono é extremamente importante nessa situação independentemente da pessoa ter insônia (qualquer outro distúrbio do sono) ou não.

Higiene do sono nada mais é do que uma série de comportamentos e hábitos que interferem diretamente na qualidade do sono e quando organizados permitem que a pessoa durma de forma natural e equilibrada.

Abaixo uma lista importante de como deve ser o ambiente e os nossos hábitos antes de dormir (principalmente para quem tem dificuldades ou acorda cansado após uma noite toda de sono):

  • Evite dormir durante o dia por mais de 15 a 30 minutos;
  • Atividade física é recomendada apenas pela manhã ou à tarde;
  • Durma e acorde todo dia no mesmo horário;
  • Não durma depois das 22h00;
  • Evite bebidas com cafeína depois das 14:00/15:00;
  • Jante até as 18:30 (máximo 19:00) e evite alimentos pesados;
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas 6 horas antes de dormir;
  • Durma no escuro;
  • Diminua a luz e o ritmo da casa conforme a noite for surgindo (18h00 – 19h00);
  • Não tenha contato com eletrônicos pelo menos 1 hora antes de dormir (ideal 2 horas);
  • Mantenha o quarto organizado e aconchegante para dormir;
  • Pratique atividades relaxantes à noite como meditação (seja guiada ou não), banho quente antes de deitar-se, ler, ouvir músicas relaxantes, etc.
  • Se os barulhos externos incomodam durma com sons naturais (chuva, ar condicionado, etc.)

Lembrando que muitas pessoas precisam de ajuda especializada, então, se você tentou todos esses passos por vários dias seguidos (pelo menos 15 dias) e ainda não consegue dormir ou sente que está triste, magoado ou com dificuldade para lidar com o que sente.

É importante buscar ajuda de um psicólogo e/ou um médico especialista na área (psiquiatra ou neurologista) para saber se você tem algum distúrbio do sono.

Até mais!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments