O famoso e difícil 8º mês do bebê (salto de desenvolvimento)!

O famoso e difícil 8º mês do bebê (salto de desenvolvimento)!

 

Hoje, irei falar de um dos meses que mais (literalmente) tira o sono das mamães e dos papais. O 8º mês do bebê é um mês muito intenso e marcado por diversos desenvolvimentos e isso faz com que os bebês fiquem mais chorosos, irritados, acordem mais vezes a noite. É como se tudo mudasse do dia para a noite.  A maioria dos pais descreve esse momento como: “o mês mais difícil”, mas na verdade essa dificuldade são apenas diversos desenvolvimentos e novas habilidades surgindo ao mesmo tempo. Vamos entender!

 

O padrão do sono de toda criança se modifica após esse mês (após esse longo salto de desenvolvimento), pois o relógio biológico do bebê (se ainda não havia se consolidado no sexto mês) nesse mês (até o 9º mês) se consolida. O bebê começa a dormir e despertar menos vezes a noite. Começa acordar pela manhã e pegar no sono a noite em horários muito parecidos. E também, dormir com mais profundidade (menos sono REM -sono leve- e mais sono NREM – sono profundo- a noite).

 

Nesse mês os bebês começam a tentar ficar em pé sozinhos, levantar no berço, levantar do chão e ficar em pé no sofá (alguns conseguem e outros apenas ficam o tempo todo tentando). Também, muitos bebês já começam a engatinhar ou se arrastar, mas todos demonstram interesse em fazer isso. Você irá observar que é um mês marcado por diversos desenvolvimentos motores e cognitivos. 

 

Lembrando que a maioria dos bebês treinam suas novas habilidades durante o sono noturno, então, você irá observar que o seu bebê começará a tentar se levantar (erguendo o bumbum) várias vezes durante o sono noturno, rolando muito pela cama toda e muitas vezes chorando e pedindo ajuda para voltar a posição que estava antes. Ele pode parecer muito inquieto e incomodado com essas coisas durante o sono. As sonecas podem ser mais curtas também (aqueles que dormiam 1 a 2 horas podem não passar de 40 minutos).

 

Os pais começam a perceber que nesse mês:

  • Os bebês não querem mais trocar a fralda e vestir a roupa (e isso pode começar mais cedo)
  • Ficam de mal humor, bravos e resmungando
  • Apresentam mais dificuldade e irritação durante as sonecas
  • Demoram mais tempo para pegar no sono, pois ficam brincando e acordam mais vezes durante a madrugada chorando
  • Perdem o apetite ou se distraem mais para se alimentar
  • Ficam mais impaciente
  • Os bebês choram com mais facilidade
  • Algo curioso, nesse salto muitos bebês parecem ter pesadelos a noite. Acordam chorando e gritando e só se acalmam com a presença dos pais (e logo isso passa)
  • Toda vez que saem do colo reclamam
  • Os bebês começam a fazer carinhas “fofas” e serem mais amorosos
  • Os bebês demonstram mais interesse pelos brinquedos

 

Depois que esse salto passa tudo se estabiliza e os bebês voltam a dormir normalmente e se sentirem melhor. Observação: os bebês que NÃO dormiam bem antes do salto irão apenas manter o seu padrão de sono, talvez melhorar um pouco (alguns pioram), mas nesses casos, isso não tem relação com o salto, é uma questão de hábitos.

 

Mais um detalhe, esse salto pode começar aos 7 meses e meio ou aos 8 meses, 8 meses e meio e seguir até os 9 meses, alguns bebês começam antes e outros depois. Entenda mais sobre esses detalhes e sobre o assunto (todos os meses e informações completas), também como estimular o bebê em cada mês no meu “Guia dos Saltos e Marcos de desenvolvimento”. Leia abaixo sobre ele:

 

Guia dos Saltos e Marcos de Desenvolvimento:

  • Nele você aprenderá como lidar com o sono e com a rotina do bebê durante essas crises;
  • Entenderá em detalhes o que são saltos, quando ocorrem e como identificá-los (por meio de uma tabela extremamente detalhada para você acompanhar todo mês o desenvolvimento do seu bebê). Também, irá entender quanto tempo duram as crises e de que forma afetam o bebê;
  • Irá aprender a identificar o que são picos de crescimento e quanto tempo duram cada um;
  • Aprenderá como incentivar e estimular o bebê em cada idade, de 0 a 3 anos;
  • Conhecerá os principais sinais de alerta do desenvolvimento da linguagem;
  • A sequência do desenvolvimento de várias habilidades motoras (1 mês a 12 anos);
  • Entenderá o papel do estímulo e do brincar no desenvolvimento infantil. Ou seja, diversas informações importantes sobre o desenvolvimento na primeira infância.

Até mais!

 

10 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments