Pai não ajuda, ele cria junto!

Ele não coloca a criança para dormir, dá banho, troca a roupa simplesmente para ajudar a mãe, e sim porque ele é o PAI. Certo?

Certo, mas isso não é uma realidade muitas vezes, pois no passado os adultos não valorizam as crianças, suas opiniões, muito menos seus sentimentos.

Os pais não costumam dar afeto aos filhos e nossa geração cresceu com algumas crenças, essas “divisões de tarefas”.

Porém, hoje sabemos o quanto a presença do pai tem influência direta na formação da personalidade da criança, nas suas crenças, autoestima, segurança.

Então, a gente não pode mais fingir que isso não é importante.

Muitos pais falam que o filho gosta mais da mãe, pois ficam fora o dia todo e acabam deixando as funções para a mãe já que a criança não aceita o pai. Porém, meu querido, isso é apenas uma desculpa!

O que muda na questão do apego é a ATENÇÃO DE QUALIDADE que cada um da para a criança e a forma que ela enxerga o pai e a mãe.

Fazer as coisas apenas para “aliviar o peso” da mãe?

Por exemplo, a mãe faz todos os cuidados (banho, jantar, dormir), a mãe impõe as regras, o pai não resolve nenhum impasse. Como a criança irá se sentir se segura com o pai?

Independentemente de o pai passar o dia fora, sua missão é: quando presente deve mostrar para a criança que ele sabe cuidar dela, dar amor, valorizá-la, desenvolver sua autoridade e mostrar que sabe o que está fazendo.

Ele não deve fazer as coisas PARA A MÃE e sim PARA O FILHO. Esse cuidado e esse amor quem espera receber é a criança.

E é exatamente esse o ponto: Fazer as coisas apenas para “aliviar o peso” da mãe. Então, o que a criança é, um peso? Um problema?

“É que eu trabalho fora e ela em casa”. Isso é apenas a organização da família, é TRABALHO. Não tem nenhuma relação com a criança. Ou por você sustentar a família você tem mais direitos de descansar?

Saiba que a mulher que trabalha em casa geralmente está tão ou mais cansada do que se ela saísse.

Enfim, o importante é entender que “VOCÊ É PAI” e não apenas “AJUDA A MÃE”, afinal, o filho é de quem?

Não esqueça: Estar cansado não é uma justificativa para o seu filho, para sua mulher pode ser, mas para ele não é, ELE SÓ QUER O SEU AMOR E A SUA ATENÇÃO!

REFLITA!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments