Não trate seu filho como um sistema

Não trate seu filho como um sistema

 

Os bebês quando nascem são “como uma página em branco” e somos nós pais que o ajudamos a escrever sua história.

Crianças não são “robôs” que nascem pré-programados, ou um sistema exato, eles não sabem mamar ao nascer, não sabem dormir, não sabem o que devem e o que não devem colocar na boca.

São coisas que por mais que sejam naturais a gente é que precisa direcionar a criança e formar bons hábitos.

Se você ensinar o seu filho a comer sorvete ele sempre vai comer sorvete, se você ensinar seu filho a dormir tarde, ele vai dormir tarde, e assim, ele vai criando hábitos. É simples!

TUDO que existe em relação a hábitos gira em torno de uma premissa: todos os hábitos podem ser mudados a partir do momento em que os entendemos, identificamos e descobrimos a sua motivação raiz.

Um exemplo: Muitas famílias dizem que seu filho não dorme, pois ele sente fome a noite toda e precisa mamar a cada 1 ou 2h (aos 6 meses já).

Se fôssemos analisar o hábito raiz: O bebê dorme mamando e a cada breve despertar (que é BIOLÓGICO) ele quer mamar para voltar a dormir, SIMPLES.

Mudanças de hábitos

Para mudar um hábito precisamos o substituir por outro. A lógica: Substituir a recompensa que o hábito antigo lhe proporcionava por outra recompensa, por exemplo:

Em vez de fazer o bebê dormir mamando, o faça dormir no colo, outro aconchego, música, carinho, incialmente ela irá estranhar e querer de toda forma mamar para dormir, pois é o que ele conhece.

Afinal, É ISSO QUE O NOSSO CÉREBRO FAZ O TEMPO TODO quando tentamos mudar um hábito, ele REPELE O DESCONHECIDO.

Depois de 15 a 30 dias se torna mais fácil, o bebê entenderá que pode dormir de outra forma, porém, os pais precisam lhe dar essa oportunidade.

É importante ressaltar que cada ser humano reage de uma forma diferente a mudança, algumas crianças em 3 dias já entram na fase da aceitação, outras demoram 15, 30, 60 dias.

Então, é muito importante ser sensível a esses detalhes, entender que existe um período de adaptação e mudança e respeitá-lo, afinal, SEU FILHO NÃO É UM ROBO!

Tenha calma, paciência, pois com amor e dedicação você será capaz de ensinar qualquer coisa a seu filho!

 

Até mais!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments