Pai (não) é tudo igual

Pai (não) é tudo igual

Com certeza você já ouviu por aí, essa expressão “Pai é tudo igual”, só muda de nome e endereço.” Porém, essa afirmação simplesmente não procede. Do mesmo modo que “Mãe (NÃO) é tudo igual”.

Assim, como há o pai esportista, existe o pai intelectual, o pai zen, cozinheiro, conectado, rock’n’roll, o churrasqueiro. Enfim, impossível enumerar todos os “tipos” de pai que existem.

E isso nunca foi e nem será um problema. Cada pai é único, e são suas particularidades e individualidade que o tornam diferentes e fundamentais para o relacionamento e crescimento saudável da sua família.

A questão é que muito se diz sobre a maternidade, o papel da mãe e muitas vezes o papel dos pais fica em segundo plano.

Só que assim como para a mãe, a vida de um pai, de uma hora para a outra se transforma, as responsabilidades aumentam, o tempo livre diminui, a rotina e as prioridades passam a seguir outro ritmo.

Claro, os dias ficam mais cheios de vida, com a chegada daquele pequeno serzinho. O nascimento de um filho é um marco na vida da família, pai, mãe e irmãos.

Formas diferentes, mesmo objetivo

Muitas vezes o pai é criticado, ou chamado a atenção pela forma como cuida do filho, o seu jeito de fazer as coisas, dar banho, trocar a fralda, levar para dormir, principalmente logo nos primeiros meses de vida do seu filho.

Ao ser rotulado por vezes como desajeitado, acaba gerando inseguranças e muitas frustrações no pai, podendo causar até mesmo sentimento de ser um coadjuvante, pois muitas vezes até tentar se envolver de outras formas, mas parece que não tem muito que possa fazer.

Por isso, como já falamos diversas vezes por aqui, o trabalho em conjunto (pai e mãe) na rotina diária dos filhos (independentemente de o casal morar junto ou não), possibilitará um relacionamento saudável, com uma base sólida para que as crianças se tornem adultos seguros e cada vez mais felizes.

Lembre-se: “O diferente” não significa que está errado, significa apenas que é DIFERENTE!

O segredo é seguir o mesmo princípio focando no bem-estar dos filhos e da família, cada um da sua forma, mas com o coração cheio de amor!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments